quinta-feira, 2 de julho de 2009

A IMPORTÂNCIA DOS CONTOS DE FADAS







· Acrescentam novas dimensões à Imaginação e a Fantasia das crianças.

· Sua forma de estrutura sugere imagens com as quais a criança pode resolver seus problemas e dirigir sua vida no futuro.

· Ajudam a superar problemas psicológicos, como: decepções narcisísticas, dilemas edípicos, rivalidades fraternas, abandono, individualidade, auto-valorização, sexualidade, perdas definitivas, etc.

· São de fundamental importância para que a criança descubra seu EU Inconsciente e saiba adequá-lo às fantasias do consciente, já que o Inconsciente é um poderoso determinante no comportamento.

· Faz com que a criança descubra o seu encantamento, através do “Maravilhoso”, sem com isso racionalizar as situações encontradas na história.

· É através do início dos Contos, com “Era uma vez”..., que a criança vai entrar no mundo da “Fantasia” , pois o “Era uma vez”, não pertence ao Aqui e Agora que estão vivendo. Estes inícios são deliberados, simbolizando para a criança que elas estão saindo do mundo concreto, para o mundo Imaginário.

· O Conto é o mais Arcaico e Primitivo meio da criança descobrir os Elementos Compensatórios que faltam à consciência.


· Os Heróis nos Contos, terminam sempre com sua devolução ao mundo real, isto porque, depois da busca do Si Mesmo (a busca do herói), ele é muito mais capaz de dominar a vida e seus problemas.

*** Para Bruno Bettelheim, “Os Contos, à diferença de qualquer outra forma de Literatura, dirigem a criança para a descoberta de sua identidade e comunicação e também, sugerem as exigências que são necessárias para desenvolver ainda mais o seu caráter. Eles declaram que uma vida compensadora e boa está ao alcance da pessoa, apesar da adversidade, mas é preciso apenas ela não se intimidar com as lutas do destino, sem as quais nunca se adquire verdadeira identidade
.”

6 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Marisa

maravilhosa esta postagem não de palavras do imaginário, mas sim
palavras do realismo.
Adorei amiga.

Um beijo

Alvaro

Clara disse...

Concordo com todos os argumentos descritos na postagem, pois acho que sem conto de fadas é como se não existisse infancia.
beijos

krika disse...

Olá, sou também apaixonada pelos contos de fadas. Venha visitar meu novo blog e verás o quanto sou "lúdica"
linguagemeafins.blogspot.com

Aninha disse...

Ah, os contos de fadas... Como eles adornam nossas vidas e, sobretudo, como tornam nossa infância mais bela! Eles, para mim, me remetem à lembrança de minha avó... E por isso já valem! Adorei a proposta deste blog!

krika disse...

Amo a fantasia também e por isso seu blog me cativou. Estou lhe oferecendo os dois mimo's Linguagem.
Passe lá no linguagemeafins.blogspot.com e pegue-os. As regras estão junto.

Géssica disse...

Olá! Tudo bem?? Adorei esta postagem. Também já li o livro de Bruno Bettelhein, "Psicanálise dos Contos de Fadas". Aliás, eu o acho fenomenal!!!! Fiz um trabalho de Conclusão de Curso na faculdade (já faz um tempinho) sobre a importância dos Contos de Fadas no desenvolvimento infantil! Até então, nunca tinha imaginado os benefícios que tais contos proporcionam aos nossos pequenos.
Parabéns pela postagem. Aproveito a oportunidade para lhe oferecer um mimo, você o encontrará na postagem de 12 de julho.
Abração
Géssica, do blog www.nossosprojetoseideias.blogspot.com