segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A Raposa e as Uvas

Uma raposa estava com muita fome.
Foi quando viu uma parreira cheia de lindos cachos de uva.
Imediatamente começou a dar pulos, para ver se pegava as uvas. Mas era muito alta a parreira e, por mais que pulasse, a raposa não alcançava as uvas.
- Estão verdes – disse, com ar de desprezo.
E já ia seguindo o seu caminho quando ouviu um pequeno ruído.
Pensando que era uma uva caindo, deu um pulo para abocanhá-la. Era apenas uma folha e a raposa foi-se embora, olhando disfarçadamente para os lados. Precisava ter certza de que ninguém percebera que queria as uvas.
Também é assim com as pessoas: quando não podem ter o que desejam, finjem que não o desejam
.

Um comentário:

digitaqueeuteleio disse...

Sem dúvidas. E como tem gente assim! Principalmente de pessoas para com as próprias pessoas.

Eu recebi uns livrinhos destes clássicos, vou procurar pra ver quais são. Acho que tem o dA Raposa e as Uvas.

Já estou acompanhando o teu novo espaço!

Voltarei...
Marcelo.